Telefone: 55 (51) 3011 6982

senwrts

Governador do estado do RS visitou a Dália

Patrocínio

Governador do estado do RS, Ranolfo Vieira Júnior, visitou a Dália no dia 8 de junho e ouviu reivindicações do sistema cooperativo agroindustrial 

Com agenda no Vale do Taquari, o Governador do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira Júnior, acompanhado por secretários estaduais, visitou a Cooperativa Dália Alimentos em Encantado, no dia 8 de junho, ocasião em que se reuniu com os gestores da Dália e autoridades representativas e municipais.

O Presidente Executivo da Dália, Carlos Alberto de Figueiredo Freitas, apresentou um breve histórico relacionado à estrutura e ao quadro social com propriedades nos 129 municípios da área de atuação. “Os fundadores estavam preocupados com o desenvolvimento social, mas quando fizemos a reformulação, na década de 90, identificamos que a missão da cooperativa deveria também ser voltada ao desenvolvimento econômico, uma vez que não existe social sem que antes ocorra o econômico”, explica.

Importância do Agronegócio

Durante a reunião, o governador reconheceu a importância do agronegócio para o estado, lembrando que representa 40% do PIB gaúcho. Além disso, mencionou a redução abrupta do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) por meio de Lei Complementar do governo federal. “Essa redução trará uma queda na arrecadação, principalmente para os municípios”, apontou. 

Ranolfo Vieira Júnior comprometeu-se em avaliar as considerações elencadas pelo Presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Darci Hartmann, em documento organizado em conjunto com as cooperativas agroindustriais gaúchas.

Assistência Técnica

Freitas abordou a assistência técnica que sustenta a bacia leiteira do RS. “Se não dermos atenção aos investimentos em assistência técnica no campo, o RS perderá produtores e, consequentemente, uma quantidade significativa da produção de leite E, se as cooperativas não assumirem o fomento e a assistência, caberá ao governo estadual assumir essa tarefa, por meio da Emater/RS, o que significará elevação de custos”, reafirma.

Segundo Hartmann, as cooperativas possuem custos expressivos com assistência técnica. “Grandes empresas não se preocupam em investir na assistência e fomento à produção, o que desmotiva o produtor, que fica desassistido e tecnologicamente abandonado”, frisa.  

Em seu pronunciamento, o Presidente do Conselho de Administração da Dália, Gilberto Antônio Piccinini, disse que essa assistência no campo traz muitos benefícios, e, além da motivação do produtor, e proporciona a continuidade do jovem na atividade. 

Logística

Freitas ainda mencionou a falta de competividade das agroindústrias gaúchas em relação àquelas localizadas em outros estados, em face ao custo logístico de transporte de grãos e de retorno do produto pronto. “Para trazer o grão e levar os produtos ao centro do país, o custo logístico das agroindústrias gaúchas é maior que as de outros estados como SC e PR”, avalia, o que inibe a competitividade das indústrias gaúchas de comercializarem os produtos em outros estados de forma mais justa.  

Ao final do encontro, os presidentes Gilberto Piccinini e Carlos Alberto Freitas  entregaram ao Governador uma sacola com produtos Dália e um exemplar do livro “Os Destemidos”.

Assessoria de imprensa Dália Alimentos

CIC Vale do Taquari

Mais notícias

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa  Política de Privacidade.